A transformação de Neville Longbottom


Neville Longbottom se tornou um dos meus personagens favoritos no momento em que enfrentou Harry, Ron e Hermione em a Pedra Filosofal. Antes disso, eu já me simpatizava com o garotinho desajeitado que nunca sabia onde estava seu sapo e era excelente aluno, melhor que Hermione Granger, nas aulas de Herbologia.

Acredito que grande parte da minha afeição pelo personagem seja pelo fato de que Neville começou inseguro, não parecia acreditar em si mesmo e até dizia pensar ter nascido trouxa, por não ter demonstrado sinais de que era um bruxo. O que fez com que eu me identificasse em vários aspectos. 


Além disso, sempre teve um chamariz para confusões. Por que é sempre com você, Neville? Com tantos alunos para escolher, a vassoura encrencou justo com Longbottom, que se acidentou logo na primeira aula com Madame Hooch. Para piorar, os Diabretes da Cornualha resolveram pendurar no lustre da sala durante a disciplina de Defesa Contra as Artes das Trevas? Não bastasse o tremendo azar, Neville ainda passa por maus bocados no Cálice do Fogo, quando chega a pensar, por um momento que matou Harry Potter.
Imagina só, fazer o que nem o Lorde das Trevas conseguiu.

Mas é no quinto livro da saga, Harry Potter e a Ordem da Fênix, que Neville ganhou de vez meu coração. A triste história dos seus pais, Frank e Alice Longbottom, que foram tão cruelmente torturados que enlouqueceram e sequer reconhecem o filho me pegou de surpresa. 

Nesta época ele já havia deixado de ser atrapalhado e passou a ser o grande bruxo que pudemos ver no final da saga. Neville Longbottom cresceu, em todos os sentidos e acredito ter sido um dos poucos personagens a apresentar tantas mudanças ao longo dos sete livros e filmes de Harry Potter. 

Abriu espaço para venerarmos mais ainda o rapaz corajoso, bruxo inigualável e amigo magnífico. E, claro, continuarmos nos divertindo com as peripécias realizadas em seus primeiros anos da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Pois Neville, tenha você acreditado ou não, é preciso muita coragem para enfrentar um inimigo e ainda mais coragem para enfrentar um amigo. E isso você tem de sobra. Crescer com Harry Potter não teria menor graça, se não tivesse você junto.
0 Responses