Correspondente do Pottermore entrevista Eddie Redmayne


Eddie Redmayne, um dos maiores nomes do cinema na atualidade, foi entrevistado pelo correspondente do Pottermore. O ator interpreta o magizoologista Newt Scamander em Animais Fantásticos e Onde Habitam. Confira abaixo a matéria traduzida:

Eddie Redmayne foi timidamente me contar a história do primeiro encontro com o diretor de Animais Fantásticos, David Yates. Há um sorriso largo e brilhante em seu rosto sardento. 
Eddie tem uma mala. Um estojo de couro, como o que seu personagem Newt Scamander mantém seus animais. É a primeira coisa que noto, aos pés de Eddie. Ele parece perceber e eu pergunto, "Isso é uma mala do Eddie ou uma mala do Newt?" 
"É uma mala do Eddie", diz ele, acariciando-a. 
"A tenho durante cerca de oito anos. Meu pai trabalha na cidade e sempre teve uma maleta. Eu sempre fiz algo para ir ganhando a vida, e mesmo que eu não tivesse um bom trabalho, eu queria me sentir como se eu tivesse um bom trabalho, e é por isso que tenho essa maleta. Eu sempre a uso quando vou ao set. Coloco meu script e tudo o que acho útil nela." 
Ele limpa a garganta delicadamente, com uma pequena gargalhada que escapa dos seus lábios. "Então, quando David e eu tivemos nossa primeira reunião sobre este filme, eu tinha essa maleta comigo. Nos encontramos em um pub em Soho e nos sentamos próximos a uma lareira. Ele começou a me falar sobre Newt e a trama básica do filme - que incluiu a maleta mágica do Newt. Eu disse: 'Prometo que não sabia sobre a mala do Newt. Eu não trouxe isso como algum método estranho de audição, então não se preocupe, David, eu tenho minha própria maleta'. E eu tenho medo do que tem aqui, a minha vida inteira está nela. Não tanto quanto Newt tem na sua, no entanto..." 
Não foi o presságio em forma de maleta que convenceu Eddie a assumir o papel. Foi o respeito que ele tem por J. K. Rowling e David Yates (e Harry Potter, mas é assunto que trataremos depois).
"David tem modos lindos e uma incrível bondade. Não havia dúvida de que eu queria fazer este filme. Para mim, foi uma questão de saber se eu ia ficar com o papel. Quando li o roteiro de J. K. Rowling, eu só fiquei com com ele na minha mente. Eu estava tão animado. A coisa surpreendente foi que eu achei engraçado, achei um thriller, achei romântico. No final, fiquei profundamente comovido por ela."

Só eu que estou ansioso para ver esse espetáculo de ator conjurando feitiços na telona?
0 Responses