Harry Potter era nome de código na Panama Papers

Recentemente divulgada pelo Consorcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ, em inglês) os Panama Papers reúnem nomes e informações antes confidenciais, resultado da investigação de mais de 300 jornalistas ao redor do mundo que detalharam mais de 11,5 milhões de documentos envolvendo a Mossack Fonseca, empresa (do Panamá) que é o centro dos paraísos fiscais.


Com 2.6 terabytes de documentação, os jornalistas disponibilizaram ao mundo informações sigilosas, como, por exemplo, a mansão dos Marinhos (donos do grupo Globo) e os desvios fiscais do jogador Lionel Messi. Dentre tanta informação secreta e sigilosa, minuciosamente anotada, o que os jornalistas não esperavam era encontrar o nome de Harry Potter. Mas isso aconteceu.

Nas milhares de páginas investigadas alguns detalhes foram motivos de risos. "Harry Potter" era cliente da Mossack Fonseca, traduzindo: o nome do menino bruxo era usado como código entre a empresa e seus clientes.

A informação, que também cita o uso de "Winnie Pooh" (parece piada, mas não é) como um fofo cliente, foram discutidas no fórum Reddit, onde alguns desses jornalistas conversaram com o público sobre o processo, a investigação e a divulgação das informações.

Leia a conversa deles na integra clicando aqui.

0 Responses