Dan Radcliffe fala sobre seus últimos personagens para a revista GQ


Dan Radcliffe foi entrevistado pela revista GQ e falou sobre interpretar um cadáver em "Swiss Army Man" e sobre sua participação, pela qual todos os fãs estão ansiosos, em Truque de Mestre 2. Como podemos ver, o ator tem estado bem ocupado e, mesmo assim, já está filmando outro filme.

GQ: Por que você está na Colômbia neste momento?
Radcliffe: Eu estou filmando um filme que é baseado em uma história verdadeira sobre um cara que se perdeu na Amazônia. É uma espécie de "The Revenant", mas úmido.

GQ: Como uma pessoa famosa, você escolhe a solidão e ficar longe da civilização. 
Radcliffe: O grupo de pessoas com o qual estou é incrível, então estou tendo um bom momento. Este é um trabalho incrivelmente divertido e é muito raro como um ator, sentir que está ganhando o seu dinheiro, quando você vai para casa sentindo-se fisicamente desgastado, como se você realmente tivesse tido um bom dia. Nós estávamos filmando em um rio na semana passada e ele subiu dez metros durante a noite, três dos nossos conjuntos foram atingidos pela água. Não é normal fazer um filme como estamos fazendo, em uma selva.
(...) O filme é sobre um cara que entrou na selva e lutou desesperadamente para sobreviver durante três semanas. Eu não estou de forma alguma sendo um ator metódico, mas se estou interpretando um cara que está morrendo de fome e vou para casa à noite e me sinto aconchegado em uma pizza, estou tornando o trabalho muito mais difícil para mim.

GQ: Mas você está em um lugar onde você realmente não quer passar por esse tipo de situação como fazer filmes na selva. Então, por que fazê-lo?
Radcliffe: Eu recebo um monte de crédito que eu não mereço. Pessoas notam que eu escolho diferentes papéis mais do que outros atores, pois eu interpretei um personagem por muito tempo. Paul Dano (co-estrela de Daniel em Swiss Man Army) tem uma carreira incrivelmente variada e todo mundo que eu conheço quer a mesma coisa: a carreira mais diversificada possível.
Estou em uma posição surpreendente, pois tenho segurança financeira que me permite fazer coisas que me fazem feliz, coisas que me satisfazem e me desafiam. Você ouve histórias de horror sobre atores o tempo todo e eu tenho trabalhado com tão pouco deles em comparação com a quantidade de histórias que eu ouvi. Eu tenho tido uma sorte incrível e acredito que a vida é muito curta para trabalhar com idiotas.

GQ: Eu vi Truque de Mestre 2 e nele você é um rico guru da tecnologia que é um "idiota" mimado. Eu acho que você deve ter tido uma alegria extra ao interpretar um "idiota" na tela, especificamente, porque você não é um.
Radcliffe: Totalmente. Você está absolutamente correto. Por favor, uma chance de mostrar que eu tenho um senso de humor sobre tudo isso. Porque você é confrontado muito regularmente com a expectativa de que A) você vai ser um "idiota", B) você vai falhar, e C) "Você realmente merece isso?"

GQ: Como a fama está te tratando? Ela se estabeleceu desde Harry Potter?
Radcliffe: Eu acho que sim. Levei alguns anos para escolher minhas prioridades. Agora, eu escolho o que acho que vai me tirar o máximo de felicidade e tento não pensar: "O que é a coisa mais bem-sucedida que posso fazer?". Você pode ficar deprimido com o fato de que você nunca vai estar em algo grande de novo, mas isso é estupidez. Eu já estive na coisa mais bem-sucedida e, para mim, é um grande alívio. Porque você acabou de ir, ok, isso, literalmente, nunca mais vai acontecer de novo.

GQ: Você faria um filme de Star Wars, se lhe pedissem?
Radcliffe: Eu adoraria. Gostaria de aproveitar a chance. Eu não tenho absolutamente nenhuma tolerância para pessoas que não têm o prazer de estar no set todos os dias, porque você deveria ter.

GQ: O que fez você querer interpretar um cadáver que solta gases (Swiss Man Army)?
Radcliffe: Os gases nem sequer entram na minha cabeça como sendo uma coisa estranha. Eu estava realmente muito surpreendido quando causou uma reação tão estranha em algumas pessoas.

GQ: Você estava chateado com a reação negativa?
Radcliffe: Lembro-me que tinha um tweet - eu não estou no Twitter. Não me envolvo. Mas tinha um tweet que me atingiu, porque era um cara que estava p***. Ele usou a hashtag #makebettermovies em um de seus tweets - era de um homem que nunca fez um filme! E o filme que você acabou de ver foi feito com muito esforço. Você não pode dizer m**** assim.

GQ: Você pode ver si mesmo não atuando em algum momento? Fazendo uma pausa permanente?
Radcliffe: Na verdade não. Eu não acho que eu poderia aproveitar, se eu não fosse contribuir para um filme de alguma forma.

GQ: A minha filha queria que eu lhe perguntasse por que você queria ser um ator.
Radcliffe: Porque era muito melhor do que estar na escola!


0 Responses