"Toda criança precisa, merece e tem direito a família", diz J. K. Rowling


Esta semana, J. K. Rowling aproveitou uma seção especial de Harry Potter and the Cursed Child para fazer um discurso de apoio à associação de caridade Lumos, criada por ela em 2005. Durante um intervalo, Rowling elogiou a atuação dos atores e disse:

Eu realmente não poderia estar mais orgulhosa do que vocês estão prestar a ver. Eu espero que todos vocês se divirtam tanto quanto eu a cada vez que assisto isso. 
Em seguida, continuou falando sobre a família, um dos pontos centrais da peça:

Isso se trata principalmente sobre a família: O que ela significa para nós, pois mesmo quando é imperfeita, o que ela tem que ser, pois todos nós somos imperfeitos. Os sete livros de Harry Potter contam uma história sobre o amor, a  ausência dele e a necessidade de tê-lo. Através do trabalho que eu tenho o privilégio de fazer com a Lumos ao longo da última década, eu pude ter uma nova compreensão de por que aqueles de nós com famílias imperfeitas têm muito mais chances de sobreviver neste mundo difícil do que aqueles que não o têm

Rowling então deu estatísticas sobre a situação das oito milhões de crianças institucionalizadas em todo o mundo, incluindo o fato de que 80% deles têm pelo menos um pai vivo. Muitas dessas crianças estão em instituições e não com suas famílias, devido à pobreza. Ao finalizar o discurso, Rowling reiterou:

Crianças precisam, merecem e tem o direito à família. Obrigada a todos da Lumos, por nos ajudar a alcançar nossa ambição de trazer oito milhões de crianças de volta para a luz. É, parafraseando Alvo Dumbledore, não é fácil, mas é certo.

Você pode ler o discurso completo, em inglês, neste link.
0 Responses