Bonnie Wright fala "nunca diga nunca" sobre atuar como Gina novamente


Em meio a uma entrevista com Bonnie Wright sobre seus trabalhos de caridade e sua carreira de direção, surgiu a dúvida: será que ela interpretaria Gina Weasley novamente se a peça "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada" for pra o cinema?

Para responder essa pergunta, ela explicou que colocou os filmes de Harry Potter no passado e fica muito feliz quando as pessoas a associam com isso. Dito isto, ela não descarta interpretar Gina novamente em um futuro filme de Harry Potter: "Com todas as coisas, nunca diga nunca"

Bonnie falou sobre o crescimento acima na frente do público em geral, e os altos e baixos que veio com a fama em uma idade jovem:

"Eu realmente entendo e respeito esses 10 anos de Harry Potter que foram a base da minha vida. Foi crucial para o meu crescimento. "

"Não é divertido quando você é um adolescente e experimenta essas coisas [da fama]. Você está crescendo dentro de si e ver essas fotos com todas as mudanças da idade é 'Oh Deus!'"

"Sinto-me muito feliz e satisfeita que quando estávamos filmando Harry Potter a mídia social realmente não existia. Isso foi muita sorte. Eu não era uma criança de nove anos de idade com uma conta no Twitter. Eu sou grata."

Falando sobre seu trabalho de diretora de vários curtas-metragens:

"Eu sinto que na hora que eu realmente entrei  no meu trabalho como diretora, se tornou uma jornada pessoal. É algo que faço por mim mesmo. Claro que eu quero que ele se torne uma carreira e algo maior, mas por um longo tempo, desde que me formei, tem sido muito pessoal. Então, não importa o que aconteça, eu tenho as minhas coisas de direção que eu estou fazendo para mim e não para a opinião de outra pessoa. "

"Quero garantir que vamos chegar ao ponto em que o seu sexo não tem que vir antes de seu cargo. Não deve ser um "diretor feminino", deve ser apenas um 'diretor'. Ele deve transcender sexo, raça, hora e idioma, todas essas coisas. Minhas histórias são provenientes de uma perspectiva feminina, mas desde o início do tempo os homens também têm contado histórias com personagens femininas."

"O filme é uma ferramenta muito poderosa. A chave principal, para mim, é o conceito básico de contar histórias. Eu tenho voltado ao básico. Fazendo meus filmes com uma pequena equipe foi a maneira que eu o trouxe [o filme] de volta à terra ".

Segundo o site Snitch Seeker, há rumores se formando que pode haver adaptações para o cinema (até três partes) para "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada", mas não iria entrar em produção até que as cinco parte "Animais Fantásticos e Onde Habitam" estar completa, o que poderia ser uma década de distância.
0 Responses