J.K. Rowling revela nova história sobre MACUSA


Hoje, 06/10, foi lançado no Pottermore um conteúdo escrito pela J.K. Rowling que conta a história do MACUSA (Magical Congress of the USA - Congresso Mágico dos EUA) criado em 1693.

A introdução do texto foi divulgada também em vídeo, se você não o viu ainda, veja aqui! Já o texto do Pottermore pode ser visitado aqui.

Veja algumas citações traduzidas:
  • Segundo J. K. Rowling, a base do MACUSA permaneceu em Washington até 1892, quando um levante imprevisto da população de Sasquatch (Pé Grande, em tradução livre) causou uma violação da segurança. Historiadores colocam a culpa pela rebelião em Irene Kneedander, cabeça do Corpo de Proteção das Espécies Mágicas (Humanoides), cuja interpretação de seu título do trabalho envolveu atacar qualquer Sasquatch que "saísse da linha."
  • O MACUSA precisava de um novo refúgio, e ao longo de vários anos, bruxos se infiltraram na equipe de construção de um novo prédio em Nova York. Quando o Woolworth Building foi concluído, podia ser tanto um lugar para trouxas e, se tivesse os feitiços corretos, se transformar em um espaço mágico. A única marca externa do novo local secreto do MACUSA foi a coruja esculpida sobre a entrada.
  • Uma diferença significativa entre os governos bruxos dos Estados Unidos e do Reino Unido desta vez foi a pena por crimes graves. Enquanto as bruxas e bruxos britânicos foram enviados para Azkaban, os piores criminosos da América foram executados.
  • Na década de 1920, o Presidente do MACUSA foi Seraphina Picquery de Savannah. O Departamento de Execução das Leis Mágicas foi encabeçado por Percival Graves, um descendente muito respeitado de um dos originais doze aurores americanos.
0 Responses