Depois de todo esse tempo?


Exatamente à meia-noite estarei entrando em uma tumultuada sala de cinema.Com o coração tremendamente agitado, sei que vou rezar baixinho para os avisos de praxe e os trailers de outros filmes passarem bem rápido na tela.

Aí então poderei ver o tão conhecido logo da Warner preencher todo aquele vazio e se formar lentamente. Talvez toque os acordes de "Leaving Hogwarts". Tomara que toquem "Leaving Hogwarts". Para só depois darem início a uma nova aventura.

Faz cinco anos que não vou a uma pré-estreia. Cinco anos desde que Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2 chegaram aos cinemas e eu passei aquelas duas horas e dez minutos em agonia, pensando que jamais veria tanta magia em uma sala lotada novamente.

Quando me levantei, sentia que uma parte de mim estava me deixando. Coisa de criança. Bobagem. Era o que diziam uns. Vai passar, minha mãe repetia. Eu já tinha tido tantas paixõezinhas por filmes, novelas e livros na infância, que parecia mesmo que só estava se repetindo mais uma vez para, daqui a pouco, outra coisa tomar seu lugar.

Eu cheguei a acreditar que aconteceria. No entanto, isso não foi possível. Harry Potter chegou em um momento oportuno demais, me fez feliz demais e amadureceu demais a medida que eu, e acredito plenamente nisto, crescia a seu lado.

Mesmo hoje continuamos juntos e sei que assim será. Agora, posso manter a mente tranquila, pois sei bem que, pelo menos até 2024, terei várias pré-estreias como esta me aguardando. Sempre com o mesmo êxtase, a mesma emoção.

Não terei mais Harry, Rony e Hermione. Mas sei que aprenderei a amar Newt, Queenie, Credence e Jacob. Sei também que não estarei mais nos anos 1990, mas sim em um período bem mais antigo. Será 1926. E não será Londres, mas sim Nova Iorque.

Tudo bem. Nada disso importa porque hoje já fazem mais de 15 anos desde que uma menininha de 6 anos entrou pela primeira vez em uma sala lotada para ver a estreia de Harry Potter e a Pedra Filosofal.

A menininha cresceu, se apaixonou ainda mais por este mundo repleto de magia e hoje entra, adulta, em uma sala para assistir a pré-estreia de Animais Fantásticos e Onde Habitam. Talvez um dia, esteja carregando outras crianças para a mesma sala de cinema para outros filmes da mesma roteirista, quem sabe?

O que sei é responder aquela velha pergunta que todo fã de Harry Potter sabe de cor. Depois de todo esse tempo? Sempre.
0 Responses