Momentos em que a magia de Harry Potter deu errado, muito errado

Madam Pomfrey tends to Harry with Skele-Gro after Lockhart removes all the bones in Harry's arm

Desde os pequenos acidentes Rony até a tragédia de Ariana Dumbledore, olhamos para trás nos momentos em que os feitiços não saíram como planejado, ou melhor: quando o feitiço virou contra o feiticeiro

Muito parecido com o fogo, a magia é uma coisa bonita e violenta, um poder que precisa ser administrado com o maior cuidado e tratado com o máximo respeito. Essa é a razão, afinal, a qual faz os bruxos irem para Hogwarts - para aprender a domá-la. Pois, como acontece com o fogo, se você brincar com magia, você pode ser queimado - ou enfeitiçado, ou transformado em um gato, ou mesmo - quando a magia corre realmente mal - morrer. Aqui estão alguns dos melhores (e piores) exemplos.

Lord Voldemort transforma Harry Potter em um Horcrux acidentalmente

Vamos começar pelo começo: Voldemort, um dos magos mais poderosos de todos os tempos - vê sua magia ir espetacularmente errado. Você sabe a essência, é claro. Em busca da imortalidade, o Lorde das Trevas dividiu sua alma em várias partes - através de assassinatos - e as ligou a objetos, transformando-as em Horcruxes.

Enquanto essas Horcruxes sobrevivem, Voldemort também vive. É uma magia escura, poderosa, tão forte que nem mesmo um bruxo tão talentoso como Voldemort pode a comandar completamente, como ele descobriu quando ele tentou assassinar Harry Potter ainda como criança. Como explicou o Professor Dumbledore em Harry Potter e nas Relíquias da Morte, Voldemort tornara sua alma tão instável que quando ele tentou matá-lo - e a maldição ricocheteou - uma parte de si mesmo ficou presa à Harry, fazendo dele a sétima Horcrux. E se até mesmo um bruxo como Voldemort pode a estragá-la, então o que acontece com os outros deles pode ser ainda pior...

Portrait of Harry Potter

O tempo em que Neville permaneceu em Hogwarts

Você sabe tudo o que dissemos sobre a magia ser uma coisa linda e violenta, um poder para ser tratado com o maior respeito? Bem, magia, conheça Neville Longbottom. Falar para ele conjurar um feitiço descente é a mesma coisa que falar para Harry ficar fora de encrenca e seu tempo em Hogwarts está repleto de todos os tipos de percalços relacionados a magia.

Houve o momento em que ele perdeu o controle de sua vassoura e quebrou seu pulso; O tempo em que ele acidentalmente transplantou suas orelhas para um cacto; Outra vez quando sua varinha escorregou e fez desaparecer uma das pernas de sua mesa; Quando ele atirou o professor Flitwick através de um quarto; Quando ele cutucou seu Mimbulus mimbletonia (planta) e ele vomitou líquido que cheirava a 'esterco rançoso' em toda parte; E, é claro, os milhões de caldeirões que ele derreteu na classe de Poções do Professor Snape. Aw bem, pelo menos ele compensou no final.

Neville with his Mimbulus Mimbletonia in a Herbology class]

Rony Weasley vomita lesmas


Se a varinha realmente "escolhe o seu mestre", então deve ter chegado um ponto durante Harry Potter e a Câmara Secreta quando a primeira varinha de Rony realmente lamentou suas escolhas de vida. Pois lá estava - durante a queda caótica do carro de Harry e Rony no Salgueiro - a varinha de Rony quebrada ao meio, só para então ser amarrada frouxamente de volta junto com fita adesiva.

Como você pode imaginar, não é nada bom. Ela acidentalmente machuca Simas Finnigan durante o clube de duelo; Evoca nuvens de fumaça de cheiro de ovo podre; Ela dispara da mão de Rony e golpeia o Professor Flitwick na cabeça. Seu mal funcionamento mais famoso, no entanto, é na tentativa de Rony em Draco Malfoy - em retaliação por ele chamar Hermione de um "sangue -ruim", momento que dá tudo errado e faz com que Rony vomite um fluxo lesmas gigantesco. A magia é estranha.

Ron vomits slugs at the Quidditch pitch.~

Tudo que Gilderoy Lockhart já fez

Seus livros podem aparentar ele como um herói da magia, mas o posto de Gilderoy Lockhart como professor de Defesa contra as Artes das Trevas o expôs como um charlatão, um mentiroso e, acima de tudo, a coisa mais espantosa que aconteceu à magia desde que ele apareceu. Isso, claro,  sua primeira aula, onde ele soltou uma gaiola cheia de Diabretes.

Tome, por exemplo, sua tentativa de se livrar da cobra durante o clube de duelo, quando em vez disso, ele a enviou voando para o ar; Ou suas habilidades médicas infames, quando seu feitiço para curar o braço quebrado de Harry depois de um acidente de quadribol, acaba removendo os ossos - transformando o braço de Harry em um membro coxo de carne elástica.  Embora todo o bullyng com a varinha quebrada de Rony - aposto que todos prefeririam ela do que a de Gilderoy...

Lockhart with a trophy and fireworks

Hermione se transforma em um gato


Como o professor Snape disse certa vez: preparar poções é uma ciência sutil: uma arte delicada onde - bem como um relógio - todos os componentes não devem ser apenas exatos, mas devem trabalhar em perfeita harmonia uns com os outros. Como tal, é fácil para as poções darem errado - e que vale especialmente para a Poção Polissuco. Hermione aprendeu isso da maneira mais peluda possível em seu segundo ano, quando sua tentativa de tomar a forma de Emilia Bulstrode  resultou em catástrofe: ela confundiu um cabelo felino com um da menina. O erro fez com que ela se transformasse em um gato: um grande problema dado que a Poção Polissuco não pode ser usada para transformação entre espécies, e assim levou a ela ficar na ala do hospital por semanas. 

An illustration of Hermione after taking Polyjuice Potion of a cat

Harry sem varinha


Dado quão caótica e volátil pode ser a magia, os bruxo usam varinhas para canalizá-la e controlá-la, e nós só realmente vemos pessoas como Dumbledore e Voldemort sendo capazes de comandar magia sem uma. Jovens, não treinados como bruxos, no entanto, não são os dois e muitas vezes encontram suas habilidades mágicas assumindo uma vida própria quando eles estão emocionais ou em perigo.

Você vê isso bem no início de Harry Potter e a Pedra Filosofal, quando Harry inadvertidamente faz o v o vidro de um gabinete da jibóia desaparecer, deixando a cobra solta no zoológico. Você também vê isso em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, quando a tia Marge leva seus insultos muito longe falando mal dos pais de Harry. Enfurecido, ele perde o controle de sua magia e acidentalmente a enche como um balão.

Aunt Marge floating away

Pó de Flu

Uma das regras mais básicas da magia é certificar-se de que você pronunciará as coisas direito. É Win-gar-dium Levi-o-sa, por exemplo (não LEVIOSÁÁ).

Harry aprende uma lição em enunciar em Harry Potter e a Câmara dos Segredos, quando seu primeiro encontro com o Pó de Flu acaba o levando para o lugar errado. Por quê? A Rede Flu requer que você indique claramente o seu destino. E em vez de dizer "Beco Diagonal", Harry gagueja um pouco, aterrando-o naquele beco que você bem conhece. E você pensou que pegar o ônibus ou metrô errado era ruim...

No Image

Erros fatais

Por último, mas não menos importante é o lembrete de que a magia mal feita pode muitas vezes ter consequências trágicas. Pegue a mãe de Luna Lovegood, Pandora Lovegood, por exemplo. Em Harry Potter e na Ordem da Fênix, Luna revela que sua mãe - uma bruxa extraordinária que gostava de experimentar a magia ao máximo - morreu quando um de seus novos feitiços deu errado, matando-a na frente de sua filha de nove anos. Um dos contos mais tristes, também, é o de Ariana Dumbledore, a irmã mais nova de Alvo.

Quando jovem, um insulto de um grupo de meninos trouxas - que a viram fazendo magia - deixou Ariana destruída, traumatizada até o ponto em que suas habilidades mágicas se tornaram imprevisíveis e incontroláveis. Isso se manifestaria da pior das maneiras, com Ariana, aos 14 anos, causando uma explosão mágica durante um ataque, matando a mãe. E como se isso não bastasse, a própria Ariana passaria a ser inadvertidamente assassinada por um feitiço maldoso lançado por Alvo, seu segundo irmão Aberforth ou o assistente escuro Gellert Grindelwald durante um duelo à três (o qual, provavelmente, Animais Fantásticos e Onde Habitam irá retratar).

Dumbledore sitting in a chair from the Half Blood Prince

Texto traduzido e adaptado do Pottermore.

0 Responses