Será que Jacob foi o Neville que deveria ter existido?


Os padrões de corpo irrealistas são desconsiderados contra homens e mulheres na indústria cinematográfica. Os filmes da saga Harry Potter perderam uma ótima oportunidade de ensinar a positividade do corpo. Contudo, Animais Fantásticos parece estar pegando esse ponto e compensando através de Jacob Kowalski. O personagem de Jacob não é apenas o alívio cômico do filme. Ele é o coração de Animais Fantásticos. Ele é capaz de conquistar a garota de seus sonhos simplesmente sendo ele mesmo. A parte espetacular do romance de Jacob e Queenie Goldstein é o amor e a atração inquestionáveis entre eles. Queenie nunca faz referência ao seu tipo de corpo. Ela usa suas habilidades loucas de Legilimência para explorar sua mente, assim dando início ao romance.

A ênfase do caráter de Jacob não é sobre a percepção de bônus da sociedade, mas sobre suas ações e atributos naturais. Animais Fantásticos não usa o troco "beleza interior" que degrada o valor de uma pessoa insultando seu corpo. Decorrente, gentil e hilário (sem mencionar um grande padeiro), Jacob é uma pessoa fantástica por dentro e  por fora que supera os estereótipos dos personagens de tamanho um pouco maior.

Nos EUA, o termo "Longbottomed" tornou-se um termo social comum usado regularmente para descrever uma transformação corporal incrível. O retrato Neville é amado pelo fandom de Potter, visto que sua transformação física  nos filmes é uma mudança notável em seu personagem. Esperemos que Dan Fogler não sinta pressão para mudar. Talvez ele seja uma nova versão de Neville que dê uma nova geração uma voz e um modelo positivo.

Você acha que AFEOH está promovendo a positividade do corpo através de Jacob? Deixe-nos saber seus pensamentos nos comentários abaixo!

Texto adaptado do portal MuggleNet.
0 Responses