Relembre as vítimas de Lord Voldemort


Pottermore divulgou recentemente um texto para relembrarmos aqueles que foram vítimas do maior bruxo das trevas de todos os tempos e que não podem ser esquecidos no Mundo da Magia. Você sabe quem são todos eles?

Myrtle Elizabeth Warren
A Murta-Que-Geme era apenas uma adolescente quando acabou se tornando uma das primeiras vítimas de Tom Riddle. Como vimos em Câmara Secreta, a garota chorava em um banheiro quando deu de cara com o Basilisco comandado pelo bruxo. Murta acabou se tornando importante para o Mundo da Magia, pois sua história ajudou Harry a conhecer um pouquinho mais e, futuramente, destruir o bruxo que a matou. 

A Família Riddle
Os Riddles não eram muito amados em Little Hangleton, mas quando o casal de idosos e seu filho adulto apareceram mortos de repente, eles se tornaram o assunto da cidade. Ao descobrir que Tom Riddle pai havia abandonado sua mãe quando ela ainda estava grávida, o ainda jovem Tom Riddle matou o pai e os avós com a maldição Avada Kedavra, o que deixou a polícia trouxa completamente confusa e sem entender o motivo da morte da família. Para encobrir seus rastros, Tom alterou a memória do tio, Morfino Gaunt, que foi enviado à Azkaban.


Hepzibah Smith
Hepzibah gozava de muitos prazeres na vida  - adorava colecionáveis, comidas sofisticadas e flertava com um certo belo rapaz que trabalhava na loja de antiguidades Borgin and Burkes. Ao convidar o jovem para uma visita à sua casa, a bruxa mostrou para ele dois dos seus maiores tesouros: o medalhão de Salazar Slytherin e uma taça de Helga Hufflepuff, de quem afirmou ser descendente. Seu assassinato, dois dias depois foi atribuído à Elfo, Hokey. Ela se acusou de ter envenenado bombons de chocolate e dado para a sua dona. Posteriormente, descobrimos que sua memória havia sido alterada pelo verdadeiro autor do crime. 

Dorcas Meadowes
Dorcas foi um dos muitos membros da Ordem da Fênix morto durante alguma batalha. Outros incluíram: Marlene McKinnon e família; Edgar Bones; os irmãos Gideon e Fabian Prewett; Caradoc Dearborn, cujo corpo nunca foi encontrado; e Benjy Fenwick, cujo corpo eles apenas encontraram pedaços. Dorcas especificamente, foi alguém que foi morto pelo próprio Voldemort, embora as circunstâncias exatas sejam desconhecidas.

Lily e James Potter
No dia das bruxas de 1981, Os Potters foram mortos enquanto defendiam seu filho, Harry, em Godric's Hollow. Primeiramente James tentou proteger sua família lutando contra o próprio Voldemort,  que o matou sem piedade. Então Lily, recusando-se a entregar o filho, acabou sendo morta na frente da criança. Quando Voldemort tentou matar o pequeno Harry, a proteção que Lily havia lançado sobre o menino, fez a maldição ricochetear e o Lorde das Trevas desapareceu. Ele foi presumido morto pela maioria do mundo mágico. O que, infelizmente, não durou muito tempo.



Bertha Jorkins
Desde os tempos escolares até o emprego no Ministério da Magia, Bertha Jorkins sempre teve uma inclinação para fofocas. Quando o Ministério atribuiu seu desaparecimento à uma distração, Sirius foi um dos que não acreditou na história, pois conhecia o talento da bruxa para guardar detalhes, afirmando que algo pior havia acontecido com ela. Finalmente, descobrimos que a bruxa foi usada por Voldemort para obter informações sob efeito da maldição Imperius. Depois, como era esperado, ele também a matou. 

Frank Bryce
Frank trabalhou como jardineiro da propriedade dos Riddle em Little Hangleton. Sua dedicação à família era tanta que mesmo após a morte dos proprietários, ele continuou com seus deveres. Cinquenta anos após a morte dos Riddle, Frank foi até a antiga casa da família verificar uma estranha luz acesa. Ao descobrir a origem da luz, a velho trouxa também percebeu que havia ouvido demais, tornando-se mais uma vítima de Lorde Voldemort.

Cedrico Diggory
Cedrico era o orgulho e a alegria de Lufa-Lufa. Sua casa e toda a sua família ficaram muito emocionados quando ele foi escolhido para competir no Torneio Tribruxo. Cedrico deveria ter ganho o torneio para Hogwarts ao lado de Harry, mas, como vimos em Cálice de Fogo, não foi bem isso que aconteceu com o jovem Lufano. 

Florean Fortescue
O amável proprietário da sorveteria do Beco Diagonal deu a Harry muitas informações sobre a história da magia, isso para não mencionar nos deliciosos sundaes de nozes com chocolate. Naturalmente, Harry ficou profundamente triste com a notícia de que Florean tinha sido arrastado de sua loja sob ordens de Voldemort. Mais tarde, J.K. Rowling revelou que Florean deveria ter informações sobre o Diadema de Rowena Ravenclaw. Essa história acabou sendo cortada dos livros e a autora se arrependeu dele ter se tornado uma vítima de Voldemort, pois ele foi sequestrado e morto sem motivo.

Amelia Bones
Como Chefe do Departamento de Aplicação das Leis da Magia, Madame Bones decretou o direito de cada mago a um julgamento justo. Um ano após o julgamento de Harry em Ordem da Fênix, Amelia foi achada morta. Voldemort assassinou a bruxa simplesmente porque suas formidáveis habilidades mágicas o incomodavam. 

Charity Burbage
A professora Burbage não era apenas uma professora de Estudos dos Trouxas, ela também era uma firme defensora dos nascidos trouxas no momento em que estavam sendo perseguidos. Sua posição valente levou a uma das mortes mais aterrorizantes nos livros. Quando um artigo sobre os pró-trouxas foi publicado no Profeta Diário, Charity foi tomada prisioneira na Mansão Malfoy, onde foi suspensa sob uma mesa e ridicularizada pelos Comensais da Morte antes de ser morta e dada como alimento à Nagini. Severo Snape, que testemunhou toda a cena, não pôde fazer nada para salvá-la.

Alastor "Olho-Tonto" Moody
O Auror Moody descobriu muitos bruxos das trevas em sua carreira e se juntou à Ordem da Fênix na esperança de derrubar Voldemort de uma vez por todas. Na missão de tirar Harry pela última vez da Rua dos Alfeneiros, juntamente com o restante da Ordem, Moody foi morto. Incapaz de recuperar o corpo, Harry conseguiu recuperar seu olho mágico roubado pelo Ministério da Magia para assim dar, pelo menos, um enterro simbólico ao bruxo que tanto respeitava.


Rufus Scrimgeour
A morte de Rufus Scrimgeour significou a queda do Ministério e o  grave perigo para aqueles que se opuseram a Voldemort. Embora Scrimgeour e Harry tenham se encontrado apenas uma vez, rumores diziam que o Ministro da Magia se recusava a fornecer informações sobre o paradeiro do garoto, mesmo sob tortura. O ministro talvez não tenha ganhado o afeto de Harry, mas ele foi o responsável por entregar a Harry, Rony e Hermione os três itens vitais que os levariam a destruir Voldemort no final.

Gregorovitch
Conhecido como "um bom fabricante de varinhas", Gregorovitch se aposentou pouco depois de vender uma varinha para o futuro apanhador do time búlgaro de quadribol, Viktor Krum. Gregorovitch foi alvo do Lorde das Trevas graças ao seu conhecimento sobre a Varinha das Varinhas. Esta foi uma informação de grande valor para Voldemort, que após obtê-la, assassinou friamente o bruxo.

Gellert Grindelwald
O nome de Grindelwald foi, antes da ascensão de Voldemort, um dos mais temidos entre os bruxos, cenas que veremos nos próximos capítulos dos filmes Animais Fantásticos. Expulso de Durmstrang aos 16 anos, Grindelwald conduziu um caminho de destruição muito semelhante ao de Voldemort, para criar uma "nova ordem", onde trouxas deveriam ser submissos aos bruxos e não o contrário. Grindelwald já havia possuído a Varinha das Varinhas e foi procurado pelo Lorde das Trevas para saber o paradeiro da Relíquia. No final, Grindelwald foi morto por Voldemort, rindo com desprezo de suas tentativas de encontrar a Varinha Mestra.

Severo Snape
Embora sua lealdade muitas vezes parecesse ambígua, o professor Snape passou anos trabalhando como espião no lado das trevas sob as ordens de Dumbledore. Snape manteve o disfarce de um leal Comensal da Morte até Voldemort o ter brutalmente assassinado na tentativa de tomar posse da Varinha das Varinhas. Em seus últimos minutos de vida, Snape forneceu informações importantíssimas a Harry, em um dos capítulos mais emocionantes do livros de Harry Potter, no qual descobrimos todo o passado do bruxo, além do plano incrível montado por Alvo Dumbledore para derrotar Voldemort. 

Infelizmente, Voldemort destruiu mais vidas inocentes do que provavelmente saberemos. Muitos bruxos e duendes também foram abatidos durante sua ira em Gringotes e pelo menos duas pessoas anônimas foram mortas no processo de fabricação das Horcruxes: um trouxa para o medalhão e uma camponesa albanesa para o diadema. Além disso, Voldemort tinha um exército de Inferi à sua disposição. Cada um desses corpos reanimados já tinha sido uma pessoa com pensamentos, sentimentos, uma vida e um nome. A crueldade do maior bruxo das trevas de todos os tempos não conhecia limites.

Texto traduzido por: Luis Hale (Equipe Patrononet).
0 Responses